tudo b br int a c des fit pol t v meta

/br/ - Hue

Opção
Comentário
Especial
Ficheiro
Áudio Abrir gravador
  • Lê as Regras e o FAQ antes de participar.
  • Voltar  Arquivo 

    1585076858393-0.jpg  (82,32 KB, 780x1040) ImgOps

    1585076858393-1.jpg  (70,68 KB, 291x1200) ImgOps

     /#/ 13172

    Estes são alguns dos produtos de importação portuguesa mais populares aqui. Às vezes pergunto-me o quais os produtos brasileiros mais consumidos pelos tugas de antemão: putas.

     /#/ 13173

    1585077703553.jpg  (5,41 KB, 225x225) ImgOps

    Para além da pica relatada qualquer pota que se preze já adquiriu pelo menos uma loja de fazer tapiocas.

     /#/ 13180

    Telenovelas.

     /#/ 13181

    Carne de vaca congelada, havaianas, aqueles produtos que o pessoal dos restaurantes brasileiros - 95% rodízio de carnes importa - cachaça; O Boticário.

     /#/ 13182

    >>13181
    >Havainas
    Melhor produto de importação após a bacalhau.

     /#/ 13184

    1585099535057.png  (363,2 KB, 471x573) ImgOps

    >>13181
    >>13182
    Vocês também usam sandálias diariamente? Aqui é item essencial.
    >>13180
    As pessoas ainda assistem as reprises?
    >>13173
    Interessante. E o café da imagem relatada? Tem por aí

     /#/ 13201

    1585135019920-0.jpg  (6,9 KB, 289x174) ImgOps

    1585135019920-1.jpg  (18,1 KB, 438x600) ImgOps

    1585135019920-2.jpg  (832,67 KB, 1600x1200) ImgOps

    1585135019920-3.jpg  (148,01 KB, 1280x720) ImgOps

    Ótimo fio, é bom dar uma freada nas "trollzagi "ebicas e politicagens em geral que vem a dominar essa prancha.

    Não é exatamente de Portugal, mas acho que é importado de lá. Como virou um artigo de luxo, não pode se dizer que é popular, chega a ser mais caro que as "exoticas" por aqui porém deliciosas carnes de pato e cordeiro. Tem por todo o ano, mas aparece e vende mais em época de fim de ano e páscoa, e tem as "falsificações" feitas com outros peixes mais baratos de qualquer forma eu realmente detesto, até por não gostar de peixe. O único que eu suporto mas não sou fã é tilápia, justamente por não tem quase gosto de nada, e como custa mais caro que carne de boi e muitos mais que peito de frango, nem faço questão de comprar.

    Mesma coisa do vacalhau. Coisa de rico basicamente. Mas qualquer bebida importada sempre foi absurdo de caro aqui. E esse negócio é uma delícia.

    Tem em tudo quanto é supermercado pelo menos aqui no RJ, mas não conheço ninguém que realmente gosta desse milho gigante duro ruim de mastigar que nem uma pedra, parece que precisa-se de cocção ao meu gosto, de paladar razoável pra ruim, pode ser usado como um elemento numa receita ou salada ao meu ver, mas os tugas realmente gostam de beliscar isso com cer veja. Se existe é porque a velharada portuga ainda deve consumir.

    Aparece aos montes rapidamente e depois logo desaparece mais rápido ainda no fim do ano. E claro, chega a ser mais caro que nozes que por se só, tal como castanha de caju produção nacional, custam os olhos da cara nesse buraco de merda de país acredite as castanhas brasileiras mesmo com o real valendo nada devem ser ainda mais baratas lá do que cá. Não conheço quem tenha a o hábito de consumir, só comi poucas vezes roubando abrindo a castanha na loja e experimentando na hora achei bastante seca, mas não é de todo ruim, não sei se é porque tava crua, porque eu sei que em Portugal os vendedores de rua torram, igual amendoim aqui.

    Sorte: Vais encontrar o verdadeiro amor em Moçambique

     /#/ 13205

    1585135694384-0.jpg  (258,47 KB, 1200x1200) ImgOps

    1585135694384-1.jpg  (134,74 KB, 1000x1000) ImgOps

    1585135694384-2.jpg  (119,83 KB, 1200x1200) ImgOps

    1585135694384-3.png  (127,04 KB, 292x292) ImgOps

    >>13173
    Tapioca é o maior mene dos últimos anos, essa porcaria tem gosto de absolutamente NADA, é comida típica do nordeste e era considerada comida de "paraíba" "baiano" pobre, mas foi só chegar a modinha do antiglutém, que a galerinha "fit" condenou o bom e velho pão e começou o mene dessa merda, que chega a ser mais calórico e tem mais carboidratos que o pão.

    Acredito que pão de queijo e misturas pra fazer deve ser bem popular por ai, até entre portugueses mesmo, mesmo pra farofas prontas, produtos congelados da Sadia e Perdigão. Existe a maravilha que é biscoito de polvilho ai? E paçoca? Brasileirinhos quando vão morar na gringa sempre reclamam da falta da porcaria da ração do arroz e feijão, mas o que sentiria realmente falta é o pão de queijo, biscoito de polvilho, farofa, tapioca não enfim, coisas feitas de aipim/mandioca que não tem em nenhum lugar do mundo.

    Sorte: Boas noticias vão chegar pelo correio

     /#/ 13223

    1585143506916-0.jpg  (10,17 KB, 226x223) ImgOps

    >>13201
    Sobre o vinho do Porto, não é apropriado beber um porre do mesmo, mas mesmo sendo doce, tem uma sutileza agridoce, no paladar comparável ao vinagre balsâmico italiano, na verdade nem é propriamente um vinho, mas uma mistura de licor com vinho, como uma coisa de português passa longe desses vinhos VA-GA-BUN-DOS baratos que temos aqui produzidos na serra gaúcha que é tudo ruim salvo raríssimas exceções na versão seca, até porque pra quem não sabe no Brasil é permitido ao contrário da Europa, EUA, Austrália, Argentina e qualquer região vinícola e os passeios engana turista deles do mundo produzir vinho com uvas de baixa qualidade pra esse fim, que no final dá um vinagre com teor alcoólico, ótimo pra culinária ao contrário do que propagam pra mim quanto pior o vinho melhor impacto na comida, acho que pelo fator da alta acidez, mas é o maravilhoso europeu sul do Brasil!!!! tudo pode e o pior é que eles se orgulham daquela merda que eles produzem. então aqui no Brasil o vinho que está na memória afetiva é o chamado vinho "suave" que nada mais é que o vinagre aqui produzido com alto teor de açúcar na composição pra tentar "melhorar" o paladar. Esse post pode soar arrogante e elitista, mas acredite, só tem verdades, e olha que eu não entendo nada de vinho. e pior que acabo bebendo um pouco desses vinagres do Sul quando a minha cerveja acaba, mas ao menos sei reconhecer um vinho decente de um vinagre avinhadado.

     /#/ 13225

    1585144308837-0.jpg  (73,92 KB, 1080x720) ImgOps

    1585144308837-1.jpg  (3,95 KB, 225x225) ImgOps

    >>13205
    Aliás o próprio pão tem algum valor protético justamente, olha de quem vejam vocês do glúten ativado no maldito cereal ao fazer pão ou massa, que com certeza matou a fome e supriu as necessidades de vários povos mediterrâneos daí incluso o nosso povo mouro. nos vários tempos de fome. até porque em tempos ruins a única coisa em qualquer civilização em épocas ruins é o pão ou do arroz, ou o milho, e no caso dos europeus a batata importada lá das montanhas da América, e o que tiver pra comer mesmo.

     /#/ 13227

    1585145387701-0.jpg  (58,36 KB, 650x650) ImgOps

    1585145387701-1.jpg  (157,76 KB, 850x850) ImgOps

    >>13184
    >Café
    Ultimamente houve uma mania do café de luxo. Uma data de gayzices de como se devia consumir um expresso 'correctamente' e afins...
    Muita gente começou a criticar o habito português de beber café brasileiro, diziam que o corrente(tier baixo) era mau e que havia outros melhores e mais baratos.
    O meu tio avô costumava mandar todos os anos um surtido de cafés, como eu era criança lembro-me mais dos bombons, mas a embalagem é me familiar tho.
    >>13205
    >Pão de Queijo
    Já se vai vendo dessa marca e tudo.

    É normal com o influxo de brasileiros que esses produtos que lhes são queridos comecem a ser comercializados em super-mercados não especializados.

    A mandioca já vem de trás, as pessoas pobres já utilizavam inclusive os africanos também.
    Há até o mito que te faz crescer o pinto.

    >Restantes iguarias

    Como disse, na parte "brasileira" do super deve haver. O tuga gosta é de (pica relatada) e come com queijo.
    >>13201
    >Castanhas
    Aqui também custam os olhos da cara. Judocas nortenhos a encher os bolsos à grande.
    >Tremoços
    Rin-me. Isso é um dos ex-libris nacionais.

     /#/ 13228

    >>13205
    >Acredito que pão de queijo e misturas pra fazer deve ser bem popular por ai, até entre portugueses mesmo, mesmo pra farofas prontas, produtos congelados da Sadia e Perdigão.
    Quem come pães de queijo só são os brasileiros e nos novos cafés/restaurantes brasileiros com o influxo de brasileiros >>13227. Isso e as coxinhas apesar do shill na wiki dizer "também comum em Portugal,"
    Realço a caixa dos Garoto especialmente que viaja ao Brasil por razões de turismo e negócio, alguém traz sempre

     /#/ 13231

    1585148559191-0.jpg  (224,13 KB, 1200x689) ImgOps

    1585148559191-1.jpg  (115,73 KB, 800x800) ImgOps

    >>13227
    >>13228
    >caixa de garoto
    Fiquei impressionado como isso é vendido pros gringos e pra vocês como uma iguaria. As caixas de bombom da Nestlé e Lacta são melhores que a da garoto. Tenho respaldo pra falar isso do meu tempo de criança gorda e da minha mãe que era viciada nessas merda e acabou quase diabética por causa disso, mas se descobriu deonte cardíaca por causa da minha avó "doente mental" ansiosa ao extremo ao ouvir os gritos.

     /#/ 13233

    1585150944378-0.jpg  (299,94 KB, 1280x849) ImgOps

    1585150944378-1.jpg  (176,38 KB, 555x600) ImgOps

    >>13231
    Sim, os Lacta também eram patrícios. Já não tinha o nome da marca na memória.
    >Sequelas
    Isso são as implicações de países "pobres" como os nossos. Como o açúcar é barato logo fácil de adquirir e transformar industrialmente, cria-se postos de trabalho e produz-se tanto que fica mais barato comer essas lambarices. Os produtos da Dancake™ são made in portugal btw.


    >Sem pum tentado, vocês brs não tem gorilas™?

     /#/ 13449

    1585476809034-0.jpg  (48,49 KB, 295x165) ImgOps

    1585476809034-1.jpg  (14,02 KB, 225x225) ImgOps

    1585476809034-2.jpg  (8,68 KB, 225x225) ImgOps

    1585476809034-3.jpg  (104,06 KB, 523x1046) ImgOps

    Esses são fácies de achar ai na terrinha?

     /#/ 13452

    1585487939700.jpg  (70,56 KB, 1024x410) ImgOps

    >>13228
    >coxinhas
    Mano, eu tenho comido disto a minha vida toda, não foram os brasileiros. Isto continuam a ser croquetes com outro formato.

     /#/ 13453

    >>13449
    Esqueci-me do Guaraná. O Resto nunca vi na minha vida.

     /#/ 13454

    >>13452
    >bolinho de bacalhau>>>>>>coxinha

     /#/ 13456

    >>13449
    Saudades do Guaraná

     /#/ 13457

    1585492762884.jpg  (129,18 KB, 1000x1000) ImgOps

    Não é marca Portuguesa, é espanhola. Mas estou curioso se vocês conhecem isto e qual é a vossa reação

     /#/ 13458

    >>13457
    já comi muito disso quando era miúdo, delicia

     /#/ 13460

    1585492857592.jpg  (53,12 KB, 720x960) ImgOps

    >>13458
    RACISTA

     /#/ 13461

    1585493097950-0.jpg  (76,33 KB, 1280x720) ImgOps

    1585493097950-1.png  (60,57 KB, 250x230) ImgOps

    >>13457
    Seria o maior mimimi aqui. Hoje em dia já chamam esse doce de nhá benta, mas o nome real é isso ai.

     /#/ 13462

    >>13461
    Voces chamam mesmo "nega" às negras, ou foi uma maneira simples de tentarem não anunciar tão abertamente as intenções deles?

     /#/ 13474

    >>13462
    Na Bahia e em alguns lugares "nega" também significa namorada.

    "Nego" ou "neguinho" é usado como termo genérico pejorativo pra "alguém". Exemplo: "não se pode fazer nem X, que nego vem e faz Y.

     /#/ 13476

    >>13462
    Sim, é como >>13474 justamente explicou. Embora eu não ache que nego/neguinho/nega/neguinha seja pejorativo/eufemismo em 100% dos casos, principalmente onde vivo, na Bahia.

     /#/ 13478

    >>13476
    Pejorativo no sentido que são sempre usados em uma frase com sentido negativo. Exemplo: "nego vai e rouba, neguim vai e suja."

    Na bahia nego também pode ser usado como pronome, mas só vi isso sendo usado em salvador em particular. Exemplo: "nego, venha cá", "e ai, nego, tudo de boas?".

     /#/ 13493

    >>13462
    >>13474
    >>13476
    >>13478
    Hoje em dia já fazem mimimi com a palavra "denegrir" "depreciar" "nebuloso" e usar expressões como a "a coisa está preta" entre outras.

    Sorte: Pergunta aos digitos

     /#/ 13497

    >>13493
    Consigo ver como "nebuloso" é particularmente ofensivo, e "depreciar" também. E é óbvia a origem racista de tais termos, não é preciso estudar a etimologia das palavras para concluir isso.
    Faz-me lembrar quando um jornalista americano perdeu o emprego por escrever "niggardly".

     /#/ 13561

    >>13493
    O que tem de errado com depreciar e nebuloso?

     /#/ 13568

    >>13497
    Caralho, você consegue ser mais sojado que boa parte da esquerda lacradora, que acha isso exageiro. Se for parar de usar termos só por suposta origem discriminatoria, um monte de palavra vai ser excluída. Até "judiaria" vem de memes.

     /#/ 13572

    1585649903702.jpg  (76,84 KB, 388x296) ImgOps


     /#/ 13609

    >>13572
    Nem fiz de propósito, este gajo >>13568 só é um bocado lento.



    Voltar[Resposta rápida]
    Apagar Comentário [ ]
    tudo b br int a c des fit pol t v meta